Turma de Enfermagem realiza campanha de conscientização ao Setembro Amarelo

Turma de Enfermagem realiza campanha de conscientização ao Setembro Amarelo
Por Marina Lopes

A turma de Enfermagem da UniFAJ, com apoio da coordenação, dos professores do curso e do Departamento Sociocultural – TOM, se juntou durante o mês de setembro para realizar um projeto de conscientização em referência a campanha “Setembro Amarelo – Mês de Prevenção ao Suicídio”, com objetivo de propagar informações e alertas, promovendo o acolhimento, a atenção, o cuidado e o zelo pela vida de uma pessoa.

A idealizadora da campanha, Amanda Silva Campos, aluna do quarto semestre de Enfermagem, organizou, desenvolveu e criou os materiais expostos no Campus II, juntamente com o restante da turma.

Em entrevista, a estudante informou que já pensava em realizar esse trabalho há meses, tanto por conta da urgência em se falar sobre o assunto – depressão e suicídio, quanto pela vontade em ajudar e acolher quem esteja passando por momentos difíceis. “Acho o assunto muito essencial e ele deve ser comentado. É importante ajudar essas pessoas, porque elas precisam conversar, desabafar, compartilhar o que estão sentindo para que possamos ajudar. Então eu pedi ajuda da sala, montei um grupo e a gente foi compartilhando ideias, planejando como fazer, quem iria fazer cada parte, e então, montamos tudo”, explica.

Com a turma toda engajada, os estudantes desenvolveram diversos materiais de apoio, sendo que um dos objetivos centrais da campanha é disponibilizar um caderno de depoimentos e desabafos durante o período de exposição dos trabalhos: “A ideia principal é deixar o caderno disponível para que a pessoa possa sentar, escrever, conversar com a gente e liberar o sentimento ruim ou a angústia que ela sente. No decorrer dos dias da exposição nós pegamos o caderno e a respondemos, no intuito de ajudar e acolher o máximo possível essa pessoa”, explica Amanda.

Além do caderno, os alunos também criaram cartazes com frases de apoio; informações sobre o Setembro Amarelo; números de contatos de emergência para pedir ajuda ou conversar sempre que sentir vontade; lacinhos da campanha e cartões informativos. “Cada pedacinho do projeto tem a mão dos 28 alunos do quarto semestre”, conta Amanda.

Para a professora Carla Silveira, a iniciativa dos alunos “demonstra que eles compreendem a importância da prevenção e da promoção em saúde física e mental. Eles se articularam e criaram tudo sozinhos. A iniciativa está linda, muito acolhedora. Isso é cuidar, é o cerne da enfermagem. Cuidar do outro sempre, em todas as dimensões humanas. Nós docentes estamos muito orgulhosos e felizes pela iniciativa dos estudantes.”, diz.

A exposição e o caderno permanecem no espaço anexo à cantina do Campus II do Centro Universitário de Jaguariúna (UniFAJ).