A PRAÇA É NOSSO PALCO

Concerto de Piano 

Os trilhos não contiveram o trem. Depois de vencer a Serra do Mar, cruzar estações povoadas de encontros e despedidas, atravessar fazendas levando o café e trazendo as novidades, o trem descarrilhou. A arte moderna, o desviou dos trilhos para a música, a pintura, a poesia.

A música Trenzinho Caipira de Villa Lobos, a pintura Estrada de Ferro Central do Brasil de Tarsila do Amaral, a poesia Trem de Ferro de Manuel Bandeira poema no folder ainda evocam sua presença aonde ele não está mais presente.

 

Apenas nos domínios da memória, figura a antiga Estação Jaguari. Demolida há muitas décadas, esta estação se conectava diretamente à Matriz Centenária de Jaguariúna pela rua Cel. Amâncio Bueno, formando um eixo monumental. As notas tocadas pelo pianista Pedro Sperandio e seus colegas ao final do concerto “A Praça É Nosso Palco” reviveram por alguns instantes essa memória.

Assim, a UniFAJ, uma instituição jovem, moderna, séria e comprometida com o desenvolvimento do Projeto de Vida de seus alunos, investe na questão sociocultural e com o apoio de toda Jaguariúna e região, comemora suas conquistas e realizações!