Quarta edição de curso sobre técnicas em entomologia molecular aborda identificação de insetos e microrganismos

Quarta edição de curso sobre técnicas em entomologia molecular aborda identificação de insetos e microrganismos

Foto: Arquivo Embrapa. Adulto de Helicoverpa armigera.

O IV Curso de Técnicas Básicas em Entomologia Molecular – Módulo I, em parceria com o Instituto Biológico (IB) e a Universidade da Flórida (Lake Alfred), de 9 a 11 de abril, nos Laboratórios de Entomologia e Fitopatologia da Embrapa Meio Ambiente (Jaguariúna, SP), irá discutir técnicas básicas de extração e quantificação de DNA de insetos (protocolos de extração), visando à identificação de insetos e de microrganismos associados aos insetos (patógenos de plantas e simbiontes).

Conforme a coordenadora do curso e pesquisadora da Embrapa Meio Ambiente, Simone Prado, o objetivo principal é apresentar, de forma sucinta, conceitos básicos em biologia molecular aos estudantes e profissionais da área, que pretendem utilizar essas técnicas como ferramentas de trabalho no desenvolvimento e uso da Entomologia Molecular.

A pesquisadora destaca que esta edição terá a participação do professor Nabil Killiny do Citrus Research and Education Center, Univeristy of Florida, Lake Alfred, que ministrará a palestra inaugural aberta ao público “The power and promise of RNA interference controlling agricultura pests”.

“Serão abordadas as técnicas de extração DNA de insetos e sua amplificação por meio da técnica de PCR, e sua visualização em gel de agarose. Na Entomologia, essas técnicas são as utilizadas na identificação de espécies de insetos, na detecção de microrganismos nos insetos vetores de doenças e na identificação de simbiontes de insetos para estudos de caracterização genética e interações com meio ambiente, procurando conhecer melhor a interação inseto-microrganismos, entre inúmeras outras abordagens”, explica a pesquisadora.

“Esse conhecimento e sua aplicação, complementa Simone, são de extrema importância na inovação e desenvolvimento de novas técnicas de manejo integrado de pragas e doenças, e controle de insetos transmissores de doenças em plantas”.

As novas descobertas e os avanços relacionados à área de biologia molecular têm sido primordiais no entendimento da etiologia e epidemiologia das doenças transmitidas pelos insetos tanto aos humanos quanto às plantas. Técnicas de recombinação dos ácidos nucleicos têm permitido aos pesquisadores identificar os genes responsáveis por doenças e avaliar os mecanismos de infecção dos microrganismos, entre outros.

Todas essas técnicas fundamentam-se na análise direta ou indireta da composição ou na sequência dos ácidos nucleicos para identificação e caracterização de organismos. Dentre as técnicas existentes, a técnica PCR (polimerase chain reaction) é considerada a mais adequada devido à sua especificidade. “O sequenciamento de DNA nos permite observar diferenças entre as espécies ou até mesmo entre populações de uma mesma espécie, sendo extremamente úteis para a identificação de insetos, bactérias, fungos, vírus, entre outros”, salienta Simone.

Programação
9 de abril
8h30 – Abertura: Rodrigo Mendes, chefe adjunto de P&D – Embrapa Meio Ambiente
8h40 – Palestra: The power and promise of RNA interference in controlling agricultural pests.
Nabil Killiny, professor e pesquisador da Universidade da Flórida
9h30 – Técnicas moleculares como ferramenta na identificação de insetos, simbiontes e patógenos de plantas – Simone Prado, pesquisadora da Embrapa Meio Ambiente
10h – Coffee break
10h15 – Palestra: Metodologia utilizada nas identificações dos organismos, Samantha Zanotta – doutoranda do Instituto Biológico
Prática: Apresentação do material e preparação das amostras a serem utilizadas
11h30 – Almoço
13h00 – Prática: Extração de DNA
15h30 – Coffee break
15h45 – Prática: Extração de DNA
17h – Encerramento

10 de abril
8h – Continuação: Protocolo de extração de DNA
10h – Coffee break
10h15 – Preparação do gel de agarose
12h – Almoço
13h – Visualização do DNA no gel de agarose
15h30 – Coffee break
15h45 – PCR
17h – Encerramento

11 de abril
8h – Preparação do gel de agarose
10h – Coffee break
10h15 – Corrida de PCR
12h – Almoço
13h – Interpretação dos resultados
15h30 – Coffee break
15h45 – Discussão e debate dos resultados
17h – Encerramento

Investimento
• R$ 250 para estudantes de graduação
• R$ 450 para estudantes de pós-graduação
• R$ 650 para profissionais da área

Mais informações e inscrições:
www.cnpma.embrapa.br/sac/preInscrEvento.php?oper=I&id=3041&id_hp=1244