Projeto de alunos da UniFAJ é um dos melhores entre mais de 3,5 mil trabalhos em todo o Brasil

Projeto de alunos da UniFAJ é um dos melhores entre mais de 3,5 mil trabalhos em todo o Brasil

O trabalho com o título “O uso dos jogos digitais como ferramenta para auxiliar o ensino infantil escolar e financeiro” foi eleito o melhor da área de Ciências Exatas e da Terra (subárea de Computação e Informática) no 19º Conic-Semesp, maior congresso de iniciação científica do Brasil, que teve como tema “A Pesquisa de Mãos Dadas com os Direitos Humanos”. O projeto foi desenvolvido pelos alunos Anthony Marques Gianeli (28 anos), Marcos Paulo Lopes (25) e David Martins Brito Bezerra (24), que cursam o 8º semestre do curso de Ciência da Computação da UniFAJ (Centro Universitário de Jaguariúna).

Estudantes do ensino superior de diversas áreas, vindos de várias partes do País, apresentaram trabalhos em painéis e salas de aula em São Paulo, dia 30 de novembro. Apenas 11 dos mais de 3.500 alunos que participaram do 19º Conic-Semesp se destacaram e receberam prêmios como os melhores de suas áreas de conhecimento. “Ficamos muito felizes e surpresos, porque não imaginávamos poderíamos ganhar esse prêmio. Foi uma experiência muito importante, tinha muito trabalho bom participando, estávamos muito ansiosos e pensamos que seria algo muito difícil de se conquistar. E para nossa surpresa fomos premiados”, comentam os alunos da UniFAJ.

Ao final do congresso, foram anunciados e premiados os melhores trabalhos das quatro áreas do conhecimento, nas categorias “Concluído” (com prêmio no valor de R$ 2.000,00) e “Em Andamento” (no valor de R$ 1.000,00) – na qual concorreram os alunos da UniFAJ. Também foi contemplado com o Prêmio Especial Melhor Trabalho “Concluído”, um dos estudantes já premiados (no valor de R$ 2.000,00). Já o Prêmio de Incentivo à Preservação Ambiental (no valor de R$ 1.500,00) foi entregue a uma pesquisa cujo foco estava relacionado à preservação do meio ambiente ou descoberta de alternativas sustentáveis, do ponto de vista ambiental.

“Para nós foi excelente, porque um dos fundamentos do curso de Ciência da Computação é essa questão da inovação, no investimento de aluno em se envolver com a ciência, com a pesquisa. E quando a gente vê um trabalho de nossos estudantes sendo premiado em um grande evento é um muito gratificante”, declara o professor Isaías Queiroz, coordenador do curso de Ciência da Computação da UniFAJ.

A Coordenadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas Interdisciplinares – NEPI, Prof.ª Dr.ª Ana Maria Girotti Sperandio, prestigiou a equipe vencedora reforçando que essa conquista demonstra o quanto o Centro Universitário de Jaguariúna está apto a concorrer com outras universidades em relação à pesquisa acadêmica e o desenvolvimento científico. Ela parabeniza o envolvimento dos alunos e professores que participaram deste congresso e convida todos a enviarem os trabalhos na íntegra para a Intellectus Revista Acadêmica que hoje conta com a avaliação qualis A4 referente a avaliação de Julho de 2019.

Sobre Conic

Realizado desde 2001, o 19º Conic-Semesp recebeu esse ano cerca de 2.200 inscrições, com 1.947 trabalhos aprovados nas áreas de Ciências Biológicas e Saúde, Ciências Exatas e da Terra, Ciências Humanas e Sociais e Ciências Sociais Aplicadas, de 3.590 estudantes universitários de 117 instituições públicas e privadas de 18 estados.

Neste ano, a UNIFAJ contou com 91 projetos aprovados para apresentação no CONIC, entre eles 47 participantes do Projeto de Iniciação Científica (PIC) e 44 de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). E além do projeto premiado, um projeto do curso de Enfermagem recebeu destaque pelo tema abordado: Violência na adolescência.