Projeto Adoles-sendo no Dia Mundial da Adoção envolve alunos e alumni da UniFAJ

Projeto Adoles-sendo no Dia Mundial da Adoção envolve alunos e alumni da UniFAJ

A primeira edição do Projeto Adoles-sendo, que integra 140 alunos dos 4º e 8º semestres do Curso de Psicologia da UniFAJ (Centro Universitário de Jaguariúna), além de psicólogos alumni da Instituição (fundadores do Coletivo Florescer) e do GAPA (Grupo de Apoio à Adoção de Jaguariúna), marcou o Dia Mundial da Adoção. A ação aconteceu no dia 09/11/2019, no Parque dos Lagos, em Jaguariúna, com atividades para toda a família.

O evento, com muitos jogos intergeracionais, música e diversão, teve o objetivo de valorizar a adolescência, vínculos familiares, esclarecer sobre a adoção, conversar sobre adoção tardia, violência contra adolescentes, sistema de garantias de direitos. “Foi uma oportunidade rica de exercer responsabilidade social da universidade e construir a formação profissional na prática. Gratidão a todos os envolvidos e participantes”, declara a professora Vanessa Cabrelon Jusevicius, coordenadora do curso de Psicologia da UniFAJ. “O evento foi muito rico de aprendizados a partir de uma vivência prática, com responsabilidade social. Os alunos gostaram muito e nós ficamos orgulhosos com tudo o que foi feito”, completou a docente.

O evento teve a participação do curso de Direito da UniFAJ, a convite da professora de psicologia Helem Sandra Albino, com o projeto de levar esclarecimento jurídicos a quem quer adotar e os procedimentos para a habilitação de adoção, visto que se trata de requisitos estabelecidos em lei, o trâmite é  judicial e a comunidade tem dúvida em sua interpretação. “Essa participação foi possível graças ao convênio estabelecido entre o curso de Direito e o Tribunal de Justiça, na pessoa da Exma. juíza Drª Ana Paula Colobono Arias, titular da Vara da Infância e Juventude”, explica a professora Elizete Moura de Oliveira, assessora da coordenação do curso de Direito. “Dado que o evento ocorreu no Dia Mundial da Adoção, foi um atrativo para os alunos que se interessaram e estudaram sobre o instituto, estando aptos a orientar as pessoas interessadas”, acrescenta a professora Elizete.

Para Gislaine Gonçalves de Faria, alumni egressa do curso de Psicologia da UniFAJ e uma da fundadoras do Coletivo Florescer, foi importante a contribuição no evento para avaliação dos projetos dos alunos. “Foi um honra participar do evento. Enquanto estudante de psicologia, tive a oportunidade de estagiar no GAPA e levo deste campo de estágio um espaço de grande aprendizado e de importante contribuição na minha formação. As diversas propostas desenvolvidas pelos estudantes e professores da UniFAJ, através dos projetos de interação com a comunidade e com os adolescentes, traziam reflexão e informações que abordavam a violência e garantia de direitos de crianças e adolescentes, relação familiar, roda de conversa sobre adoção tardia, entre outras atividades lúdicas, de música e expressões artísticas”, comenta.