Professores e alunos de cursos presenciais fazem avaliações positivas das primeiras semanas de aulas durante a quarentena

Professores e alunos de cursos presenciais fazem avaliações positivas das primeiras semanas de aulas durante a quarentena

Aulas presenciais em formato online foram adotadas pela UniMAX, UniFAJ e FAAGROH para minimizar os impactos do distanciamento social decretado pelo governo como prevenção contra o novo Coronavírus. 


De modo geral, os professores e estudantes dos cursos presenciais dos Centros Universitários de Jaguariúna (UniFAJ) e Max Planck de Indaiatuba (UniMAX) e Faculdade de Agronegócios de Holambra (FAAGROH) têm avaliado positivamente as aulas presenciais que estão acontecendo de forma online desde o dia 1º de abril. A medida foi adotada, por orientação do MEC (Ministério da Educação), em decorrência do Covid-19 e o distanciamento social decretado pelo governo do Estado de São Paulo. 


Segundo os docentes, a adesão dos alunos foi expressiva e em praticamente todas as aulas o índice de presença chega a 100%. “Na Medicina Veterinária estamos tendo presença maciça dos alunos. O feedback foi muito positivo. Isso deixa todos muito empolgados!”, relata o coordenador do curso na UniMAX, Professor Roberto Porto.


“Os alunos e professores estão bastante engajados no processo. 100% de participação em todos semestres. Os alunos mencionaram as aulas serem dinâmicas, interativas e motivadoras, além de que o sistema online é até melhor, pois conseguiram se concentrar e se atentar aos conteúdos”, enfatiza o Professor Sergio Rischiotto, coordenador de Gastronomia da UniFAJ.


Vários docentes destacam também que as aulas têm transcorrido com muita participação, tranquilidade e interação por meio das ferramentas da suíte Google for Education. O acesso é realizado por meio de smartphones, tablets, computadores e similares e acontece por meio da conta de e-mail do domínio das instituições (Gmail).


SUPORTE

Para auxiliar os alunos, a UniMAX, a UniFAJ e a FAAGROH montaram um comitê de suporte em tempo real e conseguiram resolver 100% dos casos; também cederam chromebooks aos que não possuíam equipamento para estudo. Além disso, todas as aulas são gravadas, para que o aluno que, eventualmente, esteja sem acesso à internet, no momento da aula, não sofra prejuízo acadêmico, que é a preocupação principal do grupo educacional.


AVALIAÇÃO DOS ALUNOS

Entre os estudantes também há um consenso de que as aulas têm sido produtivas. “Tem me surpreendido muito positivamente! Parece que está mais participativo”, enfatiza Luana Segismundo, aluna de Psicologia da UniFAJ.


Aline Custódio de Carvalho Tagliaferro de Medicina Veterinária da UniFAJ se adaptou muito bem ao ambiente de aprendizado virtual. “Por mim, poderia continuar tendo aula assim (on-line) e só ir para a faculdade em dia de aula prática”, opina.


Estudante de Nutrição na UniMAX, Beatriz Packer, diz que: “Está sendo diferente, exigindo mais de mim para manter o foco, mas superou minhas expectativas. Os professores estão usando muito bem as ferramentas, então não fica cansativo”.


“Estou achando ótimo! Os professores estão super empenhados em fazer as aulas acontecerem da melhor forma possível. As plataformas disponíveis do Google são super didáticas e eficientes, a qualidade das aulas está ótima e foi uma solução muito eficaz para suprir a falta de aulas presenciais nesse tempo de Covid-19. Acho ótimo essa iniciativa de buscarem um feedback com os alunos”, conclui Fernando Nogueira, aluno de Medicina Veterinária da UniMAX. 


Texto: Tatiane Dias – (MTB 67029)