Professora compartilha experiências vividas em viagem à Ásia

Professora compartilha experiências vividas em viagem à Ásia

As experiências vividas e os conhecimentos adquiridos pela psicóloga Vera Helena Castanho em viagem recente ao Nepal e ao Butão, dois países asiáticos com culturas e costumes bem peculiares, foram transmitidos durante a palestra “Uma Viagem de Conhecimento – Nepal e Butão”, ministrada aos alunos de Administração da FAJ na noite da quarta-feira, 23 de abril.

Profa. Vera Helena, que leciona há 5 anos na FAJ, disse que a escolha do destino foi, a princípio, com o objetivo de visitar o filho que tem uma empresa de turismo em Kathmandu, capital do Nepal, onde vive há 13 anos e se especializou nas culturas da Índia, Nepal, Butão e Tibete. “Além disso, fui em busca de conhecimento, valores e culturas de novas etnias”. A psicóloga ficou na Ásia entre os dias 19 de março e 17 de abril deste ano.

De volta ao Brasil, a docente quis compartilhar com os alunos detalhes de suas vivências “para que percebam que a formação profissional deve ser continuada e abrangente, pois experiências diferenciadas de vida fazem o diferencial profissional procurado pelo mercado de trabalho”.

Praticante de maratona, Profa. Vera relatou que a viagem foi além da saúde física, pois considera uma expansão da visão de mundo e um aprimoramento da saúde mental. “Tive a honra de participar de uma apresentação pelos dirigentes butaneses sobre o FIB (Gross National Happiness) que é o índice da felicidade do povo, que direciona a economia do Butão”, relatou.

A psicóloga conta que elaborou um roteiro que proporcionasse crescimento pessoal e profissional, com abordagem voltada aos aspectos do desenvolvimento humano, cultural e comportamental. “Foi uma experiência inestimável para as minhas metas e planejamento de vida futura. Uma oportunidade única para expandir meus valores, minha visão de vida pessoal e de trabalho”, disse.

Na viagem, Profa. Vera fez, primeiramente, um curso de sentidos da vida e de cultura de paz no cotidiano humano e nos negócios, que aconteceu no Kopan, um monastério localizado no Nepal a 4.000 metros de altitude, no alto de uma colina do Himalaia, em clima severo. “Foram palestras com monges e grandes mestres em 10 dias convivendo com culturas do mundo inteiro, ouvindo, aprendendo e desaprendendo sobre os movimentos humanos no mundo global”, relatou.

Do Kopan, ela voltou para a cidade de Kathmandu, onde conviveu com o povo e conheceu um pouco de seus costumes e credos e visitou alguns locais nos arredores. “Meu filho fica em Kathmandu na maior parte do ano. Tive a alegria de conhecer seus amigos e sentir de corpo e alma que mundo é esse que ele escolheu para si, vivendo com tanto amor e admiração por esse povo”.

Alguns dias depois, Profa. Vera Castanho foi para o Butão, país vizinho, um pequeno reino encravado na Cordilheira do Himalaia, fronteira com a China, e que há apenas 60 anos iniciou seu contato com o resto do mundo. “É hoje um case para todos os países e culturas do mundo. O correspondente a seu PIB é o FIB (Índice de Felicidade Interna Bruta), utilizado com mais relevância que índices apenas econômicos e que contempla a educação do seu povo, o meio ambiente e a preservação da cultura local como principais pilares da economia”, descreve.

“Todas essas novas experiências e conhecimentos trazidos na bagagem certamente serão aplicados de forma efetiva em meus trabalhos e na transformação da minha visão de mundo de agora em diante”, finaliza.

 

Erro na Galeria:
Nenhuma Galeria com ID 2 foi encontrada ou você ainda não criou álbuns para ela .