Júri Simulado envolve habilidades e competências diversas dos alunos do curso de Direito da UniFAJ

Júri Simulado envolve habilidades e competências diversas dos alunos do curso de Direito da UniFAJ

Um julgamento com a presença de juiz, promotores, advogados de defesa, réu, testemunhas, escreventes e oficiais de justiça, exatamente como num tribunal, e baseado em um fato real; e o mais importante: tudo feito por alunos do curso de Direito da UniFAJ – Centro Universitário de Jaguariúna. Assim foi o 13º Júri Simulado, evento organizado pelos graduandos do 8º semestre, que lotou as dependências do Teatro Municipal Dona Zenaide, em Jaguariúna, no dia 27 de novembro.

Os estudantes, divididos em várias funções, apresentaram um caso real ocorrido na cidade de Mogi Guaçu no dia 9 de maio de 2019, quando uma briga de trânsito terminou em morte, fato que foi adaptado de um crime de lesão corporal seguida de morte para um caso de homicídio qualificado. Familiares, amigos, professores e autoridades municipais compareceram ao local e acompanharam o Júri Simulado.

“Trata-se de um trabalho que já é tradicional da UniFAJ. Desenvolvido pelos alunos dos 8º semestres do curso de Direito todos os anos, desde a primeira turma, é realizado de maneira com que todos os alunos possam participar, pois trata-se da avaliação final da matéria de Processo Penal”, pontua a professora Camila Moura de Oliveira Guerreiro, que leciona as disciplinas Direito Penal, Processo Penal e Estágio e Prática Jurídica.

A docente explica que a participação não se limita somente a acusação e defesa. “Tudo ali é feito pelos alunos, a parte dos serventuários da justiça, dos guarda municipais, as testemunhas, os peritos e principalmente a organização.

Trata-se de um trabalho que envolve habilidades e competências diversas, que vão desde a matéria Processo Penal até gestão de pessoas e recursos financeiros”, comenta a professora Camila, que foi responsável pela organização do Júri deste ano.

O coordenador do curso de Direito da UniFAJ, professor Fabrízio Rosa, reforçou que o Júri Simulado já é um evento tradicional. “Todos os anos, os alunos do 8º semestre do curso de Direito estudam a fundo um caso real, um processo real, e reproduzem, no Júri Simulado, todas as etapas do processo, incluindo os acalorados debates”, relata.

O professor Fabrízio informa que a prática envolve as disciplinas de Direito Penal, Processo Penal, Ética, Filosofia, dentre outras, sem contar que os alunos são preparados pelos professores com técnicas de oratória, discurso e persuasão. “Trata-se de uma experiência única, que coloca o aluno em contato direto com a prática, que é o DNA do curso de Direito da UniFAJ. Finalmente, os alunos dos demais semestres também são envolvidos nessa prática, vez que são convidados a comporem o Conselho de Sentença e, portanto, a participarem ativamente do evento”, destaca.

“Para a UniFAJ, particularmente para o curso de Direito, essa atividade prática coroa toda a formação dos alunos porque é uma atividade acadêmica que vai possibilitar ao aluno que já está quase no final da graduação perceber e se identificar com algumas das esferas de atuação do mundo jurídico. Além de permitir isto, o aluno tem a oportunidade de vivenciar na prática um caso real”, ressalta o professor Hector Escobar, diretor acadêmico de unidade.