FAJ recebe lançamento de livro que registra a história do bairro Tanquinho Velho

FAJ recebe lançamento de livro que registra a história do bairro Tanquinho Velho
Por Bruno Felisbino
O lançamento do livro “Tanquinho Velho – No caminho da história de Jaguariúna”, de autoria do jaguariunense Beraldo de Souza, foi realizado na noite de segunda-feira, 17, no auditório do Campus I da Faculdade Jaguariúna (FAJ), com a presença de mais de 150 convidados.

Além do autor e de sua esposa Santina Azanha de Souza e das filhas, o evento contou com as presenças do prefeito Gustavo Reis, do representante da editora Setembro, Paulo Franco, do secretário de Comunicação, Edson Baffi, vereadores eleitos, ex-prefeito Maurício Hossri, moradores do bairro Tanquinho e convidados.

Emocionado e feliz com o lançamento da obra, o autor Beraldo de Souza disse que reunir num livro a história do bairro onde mora há 70 anos é não deixar se perder no tempo uma rica história do Tanquinho Velho. “Eu gosto muito de contar história, e sempre parava para ver e ouvir os mais antigos contarem as lendas, tragédias, histórias sobre a natureza. Fui juntando tudo isso e há oito anos fui incentivado por amigos a registrar nossa história em livro”.

O prefeito Gustavo Reis destacou a importância do livro. “Esta obra, além de resgatar a história do Tanquinho Velho, preserva mais um patrimônio público de Jaguariúna, que narra a história por onde começou nosso município”.

O secretário de Comunicação, Edinho Baffi, também exaltou a obra. “É com muita alegria que a Secretaria de Comunicação participa desse importante projeto, que se tornou realidade a partir da disposição do senhor Beraldo em registrar a rica história do Tanquinho”.

A obra, organizada e impressa pela Editora Setembro, recebeu o apoio cultural da prefeitura de Jaguariúna, por meio da Secretaria de Comunicação Social.

O livro
A cada um dos presentes foi entregue um exemplar do livro “Tanquinho Velho – No caminho da história de Jaguariúna”. Além disso, cada escola do município e a biblioteca municipal também receberão um exemplar.

A partir de narrativas ricamente ilustradas por fotos e depoimentos de antigos moradores, a obra de Beraldo de Souza retrata as transformações pelas quais passou um dos bairros mais antigos de Jaguariúna, revelando detalhes interessantes sobre fatos e acontecimentos, além de personagens que ajudaram a contar parte da rica história desta comunidade semi-rural, localizada perto da divisa com Campinas.

O surgimento da comunidade, mais conhecida como Tanquinho Velho, data de 1875 e teve origem numa nascente de águas rasas no chão arenoso e batido que beirava a acanhada estradinha de traçado sinuoso. Ela ali que nas longas viagens para escoar a produção de café e cereais, por exemplo, os tropeiros paravam para se abastecer de água e deixar que as mulas bebessem e descansassem. Naquela época o transporte era feito no lombo de mulas e burros, sendo que as parelhas puxavam cargueiros, carroções ou carros de boi.