Alunos de Engenharia Ambiental e Engenharia Agronômica apresentam projetos na SEMEA

Alunos de Engenharia Ambiental e Engenharia Agronômica apresentam projetos na SEMEA

O Ciclo de Estudos da Engenharia Ambiental já está em sua 14ª edição e recebe o nome de Semana do Meio Ambiente (SEMEA XIV). O evento ocorreu entre os dias 03 e 04 de junho e contou com a participação da FAAGROH (Faculdade de Agronegócios de Holambra), sendo organizado pela coordenação da Engenharia Ambiental, (Professora Kamila Massuda) e a direção da FAAGROH, (Professor Ronan Machado e Professor Geraldo Eysink).

No dia 03, aconteceu a palestra de abertura do evento, na Faculdade de Agronegócios de Holambra, com a palestra “Nossa Poupança: o patrimônio ambiental como legado”, apresentado pela Msc. Taiane Santos Silva, que abordou temas como a importância da preservação dos recursos naturais, o zoneamento rural, o pagamento por serviços ambientais e gestão ambiental no agronegócio, sem perder o foco no desenvolvimento sustentável.

No dia 04, ocorreu a apresentação de projetos dos alunos do 1º semestre de Engenharia Agronômica, no Campus II da UniFAJ, onde expuseram, por meio de pôsteres, os projetos desenvolvidos ao longo do semestre na plataforma EDUCAR; sob acompanhamento e supervisão do professor Emílio Garcia.

Já os alunos de Engenharia Ambiental, apresentaram seus pré-projetos de TCC (Trabalho de Conclusão de Curso), simulando o encontro que ocorrerá no final do ano, o ENIC – Encontro de Iniciação Científica. Os trabalhos foram avaliados por professores dos dois cursos: Ronan Machado, Rodrigo Granja, Rafael Vasconcellos, Kamila Massuda e Emílio Garcia.

De acordo com a professora Kamila Massuda, “o evento é uma forma de celebrar o dia do Meio Ambiente (05 de junho) e recordar a importância da preservação dos recursos naturais. Unir os cursos de Engenharia Ambiental e Engenharia Agronômica é fundamental para que os estudantes percebam que o desenvolvimento sustentável dependerá da participação de todos, principalmente quando consideramos os sistemas agrários. A exposição dos trabalhos é sempre um momento importante da avaliação dos alunos, de forma que eles podem contextualizar a experiência vivida no desenvolvimento do projeto e, juntamente com a banca avaliadora, repensar sua abordagem metodológica e seus resultados”, comenta.