Curso de Pedagogia participa de Conferência sobre Pedagogia Hospitalar no Centro Infantil Boldrini

Curso de Pedagogia participa de Conferência sobre Pedagogia Hospitalar no Centro Infantil Boldrini

No dia 10 de agosto, os alunos do Curso de Pedagogia da UNIFAJ (Centro Universitário de Jaguariúna), com o acompanhamento da coordenadora do curso Professora Regina Maringoni, participaram de um ciclo de palestras promovido pelo Centro Infantil Boldrini, referência nacional e internacional no tratamento do câncer infantil e outras enfermidades, Sobre Pedagogia Hospitalar e Importância das Classes Hospitalares. Os alunos também puderam realizar visita técnica pelo Centro.

Segundo a professora o conhecimento sobre essas áreas é fundamental na formação atual do pedadagogo. A conferência consistiu em palestras e depoimentos da equipe de profissionais do Centro Boldrini sobre o cotidiano e significado social dessa dimensão da Pedagogia.

A Pedagogia Hospitalar oferece ao aluno, que necessita de cuidados diferenciados, a oportunidade de continuar os estudos, evitando o seu afastamento com o aprendizado e a perda do ano letivo. Além de ser uma alternativa contra o atraso e exclusão na formação acadêmica, a atuação de pedagogos junto às crianças e aos adolescentes hospitalizadas e/ou em tratamentos médicos colabora ainda para a recuperação deles, como pacientes, devolvendo-os autoestima e motivação em busca de bons resultados.

Dentro desse modelo de educação especial são propostas atividades pedagógicas, lúdicas e também recreativas. Muitos critérios envolvem este tipo de atendimento, entre eles a escolha do método ideal para o estudante, que precisa de abordagens educativas diferenciadas, respeitando suas limitações, o espaço onde está e o tempo disponível para o aprendizado.

A Classe Hospitalar é um local dentro do hospital, em que o pedagogo pode exercer sua prática docente auxiliando o processo de ensino e aprendizagem de crianças e jovens que estejam internados em tratamento hospitalar. No Centro Infantil Boldrini, o tratamento de crianças com câncer e doenças do sangue é feito com atenção especial à Educação, contando com três espaços no setor pedagógico para o atendimento de alunos que permanecem internados. São duas salas pedagógicas e uma ludoteca, que funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, com uma equipe composta por quatro pedagogos.

É feito continuamente acompanhamento pedagógico com interface junto à instituição de ensino em que a criança é matriculada, para dar continuidade à escolarização do paciente. Em alguns casos, até mesmo provas diversas, como vestibular, exames escolares e outras são aplicadas no hospital.