Campanha gratuita de Vacinação Antirrábica da UniFAJ vacina cerca de 7 mil animais na cidade de Mogi Mirim

Campanha gratuita de Vacinação Antirrábica da UniFAJ vacina cerca de 7 mil animais na cidade de Mogi Mirim

Anteriormente, a campanha já havia sido um sucesso na cidade de Conchal, tendo como resultado a vacinação de 4 mil e 500 animais. Desta vez, a campanha foi além e conseguiu atingir uma marca de aproximadamente 7 mil animais vacinados e a participação de 56 estudantes de Medicina Veterinária.

As duas últimas Campanhas gratuitas de Vacinação Antirrábica da UniFAJ, idealizada e promovida pelo grupo Sociocultural Jovem Extensionista da instituição alcançaram resultados extraordinários. Somando o resultado das ações nas cidades de Conchal e Mogi Mirim,  foram cerca de 11 mil e 500 animais vacinados durante o dia da campanha, que originalmente ocorre em um final de semana.

Para que os alunos possam praticar diferentes serviços de atenção à saúde aos animais e a comunidade, no dia 31 de agosto a campanha passou pela cidade de Mogi Mirim, contando com a ação de 56 alunos de Medicina Veterinária espalhados pelos 16 postos de atendimentos da cidade. O professor médico veterinário e responsável pelo grupo Sociocultural, Marcos Ivo, supervisionou toda a atividade em parceria com a equipe da Prefeitura Municipal da cidade.

De acordo com o professor “é uma experiência muito grande para os alunos. A oportunidade de estar lidando com o público e realizando uma ação social é de grande importância, pois eles aprendem na prática a lidar com o que vão encontrar no mercado de trabalho quando se graduarem”, diz.

Para as alunas Bruna Nardi e Júlia Miranda Possedente, ambas do sexto semestre de Medicina Veterinária, a experiência foi incrível, contribuindo tanto para a vivência pessoal quanto profissional. “Adorei participar da campanha. Foi uma experiência valiosa aprender a lidar com animais de diferentes personalidades. Quero participar nas próximas campanhas também”, diz Bruna.

Já a estudante Julia ressaltou o acolhimento por parte da equipe municipal como sendo importante e o aprendizado durante a Campanha: “Fomos muito bem recebidos e acolhidos pelo pessoal da cidade. Nos orientaram sobre os aspectos que deveríamos verificar no momento da ação, como por exemplo observar o quadro e realizar um questionário com o proprietário antes de vacinar. Perguntas como idade do animal, condições clínicas e histórico de saúde faziam parte do questionário. Os aspectos visuais do animais também podíamos analisar durante o atendimento” conta a estudante.

Além disso, Julia finaliza a entrevista dizendo ter sido uma experiência rica também no sentindo acadêmico. “Ali colocamos em prática o ensino, ampliando nossos conhecimentos e o contato direto com nosso público alvo que é o proprietário e seu animal de estimação”.

A próxima campanha está marcada para ocorrer nas cidades de Jaguariúna e Santo Antônio de Posso, no entanto, a data ainda não foi divulgada.

Por Marina Lopes