Agende uma visita!


    UniFAJUniMAXFAAGROH

    Anfiteatro lotado assiste especialista Guido Palomba falar sobre ‘Loucura e Crime’

    Por Bruno Felisbino
    Alunos e ex-alunos de Direito da FAJ, estudantes de outros cursos, comunidade jurídica local e professores lotaram o Anfiteatro do Campus I da FAJ na última sexta-feira, 15, para ouvir um dos maiores psiquiatras forenses do país.
    Guido Arturo Palomba foi o convidado especial para apresentar a Aula Magna do Curso de Direito, que este ano trouxe o tema “Loucura e Crime”, traçando um histórico sobre os primeiros casos e a análise que se fazia sobre os doentes mentais antigamente e como são encarados hoje em dia.
    Palomba utilizou seu vasto conhecimento sobre o assunto para aliar, dentro da esfera criminal, o discurso médico com o jurídico e explicou a separação da mente humana em três categorias: normal, doente mental e fronteiriça. Nesta última, segundo o psiquiatra, se enquadram os psicopatas, que são capazes de cometer atrocidades sem sentir nenhum remorso.
    Ele argumentou que quase todos os delitos de doentes mentais são planejados. “Isso não tira a lógica própria de cada crime, na sua maioria inusitados”, disse. Diante de uma plateia atenta a cada palavra do especialista, ele citou casos que tiveram enorme repercussão no País e explicou por quê eles costumam causar fascínio nas pessoas.
    “A psiquiatria forense desperta o interesse porque ela trabalha com pessoas, psiquismos, doentes que acabam cometendo delitos. São pessoas que, pelo fato de serem doentes, vão cometer delitos. E todos eles são inusitados, bizarros, que chamam muita atenção e despertam a curiosidade. Queria ressaltar que existe também a psiquiatria forense civil, que é uma outra área tão bela e interessante do ponto de vista médico-jurídico, mas que não causa esse espanto nas pessoas como a psiquiatria forense criminal”, considerou.
    A oportunidade de participar da palestra de um renomado especialista no tema foi muito bem aproveitada pela plateia, que fez colocações e várias questões ao palestrante. “Os universitários são altamente ligados no assunto e são pessoas que fazem perguntas claras e adequadas ao tema”, elogiou.
    O convite foi uma iniciativa do Prof. Dr. Ricardo Cardozo de Mello Tucunduva, desembargador do Tribunal de Justiça e coordenador do Curso de Pós-Graduação em Direito da FAJ. “Trouxemos uma pessoa que é referência brasileira nos assuntos que envolvem os segredos da mente humana”, enalteceu. A Aula Magna também foi prestigiada pelo diretor-geral da FAJ, Prof. Ricardo Jorge Tannus, e pelo diretor acadêmico Prof. Flávio Fernandes Pacetta, além de toda a direção da 232ª Subseção da OAB de Jaguariúna e da juíza da 1ª Vara de Jaguariúna, Dra. Viviane Berton.
    SUCESSO E IMPULSO PARA NOVOS EVENTOS
    “A Aula Magna deu-nos um panorama atualizado das interferências da psiquiatria e do comportamento nas questões criminais, em geral, cuidadas pelos profissionais ligados ao Curso de Direito. Contamos com a presença de alunos de diversos cursos da FAJ e também de outras faculdades da região, participação da juíza do Fórum local, bem como do presidente e da diretoria da OAB. Posso dizer que o evento foi um sucesso e deve abrir a oportunidade para outros eventos mesma magnitude”, definiu o coordenador do Curso de Direito da FAJ, Prof. Francisco de Assis Garcia.
    Ao final, Guido Palomba, autor do Tratado de Psiquiatria Forense, presenteou a Instituição com um exemplar que ficará disponível na Biblioteca do Campus I.
    Skip to content