Alunos de Nutrição realizam desenvolvem diversos projetos e atividades ao longo do ano

Nas atividades de Nutrição Social, o ano de 2017 teve dois grandes projetos, o Projeto Tozzi e o Projeto Horta, além de diversas atividades desenvolvidas em escolas, como a criação de material didático para distribuição, avaliações nutricionais e treinamentos de funcionários.

A parceria com a Escola Prof. Celso Henrique Tozzi, da cidade de Jaguariúna, foi com aulas práticas e teóricas na escola e na UniFAJ semanalmente, com o objetivo de os alunos terem condições de oferecer o conhecimento necessário para intervir em âmbito familiar, a boa prática nutricional, com foco financeiro, visando a educação nutricional, práticas sustentáveis de alimentação familiar, com formas econômicas, além da preservação do meio ambiente.

No Projeto Horta, os alunos foram capacitados, por meio de aulas práticas semanais, para o incentivo ao plantio de hortas em escolas, empresas e locais públicos de cidades da região. Os alunos interviram em diferentes comunidades, por meio do compartilhamento de saberes sobre ecologia, sustentabilidade, já que as produções foram feitas por meio de materiais reciclados, além do estímulo ao uso de ervas para o tempero da merenda escolar e o plantio de mudas. Em seu dia a dia de execução os alunos realizaram atividades de manuseio de terra e compostagem, com a contínua elaboração de material didático sobres os processos.

Nas escolas os alunos treinaram funcionários, merendeiras, cuidadores de creche e lactaristas, para manipulação de alimentos, utensílios e cuidados com a segurança alimentar na produção de refeições escolares, em 8 escolas das cidades de Monte Alegre do Sul, Pedreira, Estiva Gerbi, Holambra e Itapira. Trabalharam assim na Padronização de Cardápios para os Centros de Educação Infantil, elaborando Plano Alimentar para Berçários, Manual de Introdução Alimentar para Bebês, além de livro com Receitas Saudáveis e Manual de Orientação à Educação Nutricional.

Nas escolas e cidades citadas, os alunos realizaram um Diagnóstico Nutricional e avaliação qualitativa da alimentação escolar, com testes de aceitabilidade do cardápio oferecido em rede pública, realizando também orientação nutricional aos alunos e pais. Por fim, realizaram palestras para incentivo ao consumo de temperos naturais, treinamentos para preparações saudáveis e implantação do Sistema Self-Service.