Alunos de Gastronomia UniFAJ realizarão intercâmbio de estágio em restaurantes da França

Alunos de Gastronomia UniFAJ realizarão intercâmbio de estágio em restaurantes da França

Seis estudantes do curso de Gastronomia da UniFAJ irão realizar um aprimoramento prático através de um estágio na França, atuando em restaurantes conceituados no país e no mundo. O estágio será de seis meses, sendo o mês da ida de escolha de cada aluno e do restaurante que irão atuar.

O processo de seleção se dá através de indicação do curso e posterior entrevista, para então concorrer à vaga. Neste sentido é observado no aluno o interesse pela oportunidade, dedicação ao curso, perfil de comprometimento e situação financeira estável. A oportunidade foi viável devido a parceria firmada há sete anos com a empresa La Provence – Ècole Françaice.  

Os alunos irão estagiar em hotéis com restaurantes conceituados, alguns com estrelas do Guia Michelin. Segundo a coordenadora do curso de Gastronomia, Jacqueline Magno, “para a coordenação de Gastronomia da UniFAJ, a oportunidade é única ao crescimento profissional do aluno, agregando valor ao curso escolhido pelo aluno”, felicita.

Os alunos contemplados com o estágio são: Bruno Bressani Ghezi; Douglas Gonçalves Coelho Costa; Gabriela Gabatore; Francisco Passos; Mateus Luques Moreno e Matheus Paulella Camilotti.

DEPOIMENTO DOS ALUNOS

“A França é o país onde a gastronomia tomou a sua importância mundial e teve suas revoluções, e para mim, poder estagiar onde tem a maioria dos Chefs estrelados, será uma honra e até uma porta aberta para poder voltar e construir uma vida no país e conhecer novas culturas. Isso só me agrega conhecimento profissional”, conta o participante e aluno Mateus Luques Moreno, que irá estagiar no Restaurant David, no hotel Le Clos de la Glycine.

“Terei um crescimento pessoal e profissional gigante, vejo esse estágio como a porta de entrada para o futuro que desejo na área de gastronomia. É uma oportunidade que se eu deixasse passar não iria acontecer de novo. É uma experiência incrível, tanto para o lado profissional quando para o pessoal. Aprenderei com um Chef excelente e espero poder aproveitar tudo que esse estágio vai me oferecer”, felicita a aluna Gabriela Gabatore.

“Poderei colocar em prática o que aprendi até agora, e aprenderei muito mais sem dúvidas. Além disso, aprenderei outro idioma, outra cultura e modo de vida. Sem dúvida será um grande avanço, não só nos meus estudos, mas profissional e pessoalmente. Primeiramente eu sequer faria gastronomia se não houvesse este curso na UniFAJ, lá aprendi muito mais do que pude imaginar, com os melhores professores que tive em vida, pude conhecer e aprender muito mais do que esperava. Lá entendi o quanto esse ramo é amplo, que a boa gastronomia está presente não só em cozinhar, mas em fazê-lo com discernimento e consciência; não só servir um prato, mas ter cuidado com o bem-estar do comensal e da cadeia de pessoas que o trabalho atinge. Não que eu seja um grande Chef, mas se um dia me tornar um, será graças a UniFAJ e todos os excelentes professores que tive ao longo do curso”, comemora o aluno Bruno Bressani Ghezi, que estagiará também no Restaurant David, no hotel Le Clos de la Glycine.

A França é onde está o berço da Gastronomia, as principais técnicas culinárias e os grandes clássicos da Gastronomia vem da França. Acredito que fazer um estágio de gastronomia na França seja o sonho de qualquer gastrônomo, e é onde vou poder aprender novas técnicas, aprimorar meus conhecimentos, aprender mais sobre as receitas clássicas da gastronomia Francesa, ter uma visão de como realmente é o mundo e criar um feedback”, conta o estudante Matheus Paulella Camilotti, que tralhará no restaurante La Presqu’île, na cidade de Cassis.

“Vejo o intercâmbio como uma experiência única que envolve não somente a gastronomia e habilidades que serão desenvolvidas, mas também o convívio com a cultura e todo o trâmite envolvido, lá estaremos num lugar desconhecido com pessoas desconhecidas o que será um choque de cultura. Sem falar do idioma e aprendizado do mesmo, que é necessário para se iniciar o estágio. Na volta traremos uma bagagem cheia de experiências e competências, o que será, sem dúvidas, um diferencial no mercado de trabalho”, finaliza o aluno Douglas Gonçalves Coelho Costa, que também atuará no La Presqu’île, em Cassis.