Projeto Mão na Massa apresenta atividades educativas para a ONG Lar Feliz

Projeto Mão na Massa apresenta atividades educativas para a ONG Lar Feliz

Para focar e trabalhar no talento das crianças da instituição Lar Feliz, o projeto Mão na Massa atua desde 2013, desenvolvendo alguns dotes apresentados pelos participantes da ação social, visando promover a vinculação familiar de crianças e jovens em situação de acolhimento institucional, tendo no alimento um incentivo que desperte a atividade prática de união, diálogo e conhecimento.

O professor Me. Douglas Martins de Oliveira, responsável e organizador da ação explica as diversas vantagens de se fazer parte desse projeto. “Os alunos participantes do projeto Mão na Massa estão vinculados ao programa de estágio institucional e ou no cumprimento de horas atividades, abrangendo as áreas técnicas, sociais e culturais”, conta. Ele ainda acrescenta alguns detalhes necessários para a participação do aluno, sendo que os estudantes interessados, é realizada uma palestra de Integração e Explanação, organizada pela instituição Projeto Lar Feliz com intuito de apresentar a ONG no seu preceito histórico, seus projetos desenvolvidos, além de suas trajetórias e por fim os ideais desenvolvidos com o Curso Mão na Massa.

“Os alunos participantes deverão manter seus vínculos com a faculdade, a Instituição de Acolhimento e com o professor responsável do projeto, que no caso efetua o selecionamento dos participantes e realiza a manutenção de desenvolvimento dos alunos no curso” informa o docente.

Ao longo desses três anos, diversos cursos já participaram do projeto, atuando e auxiliando da sua maneira em benefícios aos participantes da ação, como gastronomia, psicologia e enfermagem.

Os cursos no Lar Feliz são realizados quinzenalmente, aos sábados, sendo finalizado no mês de novembro, e além de contar com os alunos e professores para levar cultura, desenvolvimento e vinculação familiar às crianças, o projeto tem o apoio de seus mantenedores institucionais, como a diretoria, psicólogos e assistentes sociais.

Atualmente, o professor Douglas Martins de Oliveira e os alunos Emanuele Mariano, Leonardo Fernandes, Tainara Moreira, Alif Stocco, Mateus Isvi, Jacqueline da Cruz e Wilza Carla Vilaça, do curso de gastronomia, são os participantes do projeto e auxiliam as famílias do Lar Feliz, além de executarem, cuidarem e desenvolverem o trabalho.

A ONG “Projeto Lar Feliz” foi constituída em 2001 e no decorrer desses anos passou por várias mudanças. Hoje oferece acolhimento institucional para crianças e jovens por meio de medida protetiva de abrigo. Eles são encaminhados pelo Juizado da Infância e Juventude, em decorrência de abandono, negligência, maus tratos ou porque suas famílias ou responsáveis encontram-se temporariamente impossibilitados de cumprir sua função de cuidado e proteção. Permanecem no local até que seja viabilizado o retorno ao convívio com a família de origem ou, na sua impossibilidade, seguem para adoção. Essas crianças e jovens são encaminhados por diversos municípios de toda a região, majoritariamente da cidade de Jaguariúna e de Santo Antônio de Posse.

“A implementação da Gastronomia, no espaço da ONG Projeto Lar Feliz por meio do curso de panificação e confeitaria, visa desmistificar representações que retratam a criança ou jovem em acolhimento como alguém apenas digno de pena, sem futuro, como se a condição de ser acolhido determinasse características sem possibilidade de transformação”, explica o docente responsável. “As crianças são preparadas para a área espiritual, física e mental a fim de se tornarem adultos independentes, com vidas frutíferas, o que possibilita aprendizados, os quais implicarão em reintegração com as famílias envolvidas, no desenvolvimento da educação, domínios técnicos, responsabilidades, desejos e sonhos que perpassam o ser humano”, completa.

 

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful