Projeto Conversa Aberta: O Tom da Palavra da UniFAJ debate sobre a depressão

Projeto Conversa Aberta: O Tom da Palavra da UniFAJ debate sobre a depressão

A segunda Conversa Aberta: O Tom da Palavra, foi realizada no dia 2 de outubro na UniFAJ tendo como tema “Por que a depressão pode ser considerada o sintoma da atualidade?”, sendo ministrada a atividade pela professora, Carmem Sylvia Parra Lopes Baptista e a psicanalista Rosita Martinez Sanchez.

Os presentes puderam debater o assunto, após a apresentação inicial da docente que levantou um histórico sobre a depressão começando pela melancolia, que de acordo com Carmem o sentimento é a palavra mãe para falar sobre o assunto e finalizou trazendo a situação atual da depressão chegando ao questionamento “realmente a vida estressante que vivemos é a principal causa?”. Durante a explanação, a professora citou o sociólogo Weber.

“Estamos vivendo em uma atualidade com muitas exigências e urgências, temos toda facilitação da internet, contudo temos o aumento avassalador de casos de depressão e suicídio, e os casos de suicídio não aparecem na mídia e porque?”, falou Carmem. No primeiro semestre de 2017, a professora revelou que a USP de São Paulo registrou quatro casos de suicídio de alunos do curso de Medicina e isso não está distante da realidade. Para Carmem, a principal causa dessa atitude em estudantes universitários é a pressão da sociedade assim que ingressam na vida acadêmica. “Esse adolescente que chega à universidade com a promessa de ser o futuro e se depara com dificuldades”, conta e complementa. “De alguma forma hoje eles parecem que estão dando menos conta do que os jovens de algumas gerações”.

Segundo a psicóloga, debates realizados como este no Centro Universitário de Jaguariúna são essenciais para todos irem desvestindo o assunto e apropriando-se sobre a depressão e suicídio.

No próximo dia 23 de outubro, o Departamento Sociocultural – TOM da UniFAJ irá promover mais uma Conversa Aberta sob o tema “Cada um sabe a dor e delicia de ser o que é!”, e no dia 30 do mesmo mês irão debater “A estranheza do (no) corpo”. Em novembro, o primeiro encontro será no dia 13 sobre a “Intolerância X desejo do sujeito na contemporaneidade” e em 27 de novembro, o projeto irá discutir “Você está conectado a quê?”.

Os encontros são abertos para os colaboradores e alunos do Centro Universitário, sendo realizados na sala 75 do campus II, sempre às 17h.

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful