Primeira Aula Magna de Engenharia Ambiental reúne cerca de 250 alunos

Primeira Aula Magna de Engenharia Ambiental reúne cerca de 250 alunos

Na noite de segunda-feira, 20, os alunos de Engenharia Ambiental ser reuniram no Anfiteatro do Campus II da FAJ, para assistir a primeira Aula Magna do ano letivo.

Sob o tema “Da ECO 92 a Paris 2015”, a atividade abordou a descarbonização da economia, que segundo a palestrante Andrea Koga, é um assunto atual que vem se tornando necessário ser discutido com os profissionais da área ambiental para tentar conter as futuras mudanças climáticas. Além da questão citada acima, foi apresentado aos alunos dados que mostram os principais problemas ambientais dos últimos anos que foram o foco da sociedade. “Esses problemas levaram a necessidade de se pensar em uma nova relação com o meio ambiente”, afirmou Andrea.

Segundo a coordenadora do curso, Cláudia Vaamonde, a palestra atendeu diretamente os alunos do quinto e nono semestre. Para os alunos do terceiro ano, a atividade teve como objetivo despertar neles algo mais específico na área e para os formandos proporcionou uma visão ampla e a oportunidade de fechar todos os conteúdos vistos em sala de aula nesses cinco anos de graduação.

“Vão entender o que está acontecendo no mundo e como estamos passando, na questão ambiental, um momento difícil no país, eles estão pensando se a profissão será afetada”, revelou a docente que tranquiliza os futuros engenheiros. “Nós vamos ter muita demanda nessa questão no futuro, eles serão os profissionais que serão contratados para atendê-la, por isso tem que sair muito forte daqui”.

De acordo com Andrea o assunto deve ser abordado com os alunos, principalmente com os que estão concluindo o curso. “Para eles é bastante interessante essa retomada da questão ambiental e principalmente quais os direcionamentos profissionais que se dá para a carreira, porque se abre uma nova forma de se ver a economia e a relação com o ambiente. São necessárias novas abordagens com ideias para se preparar para essa oportunidade e novo mercado”, ressaltou.

O diretor acadêmico da FAJ, Prof. Flávio Fernandes Pacetta, abriu a cerimônia e adiantou o assunto que seria abordado na sequencia pela palestrante, a crise no mercado de trabalho para os formados em engenharia. “Nós sabemos que hoje a produção de engenheiros tem passado por certos percalços, porque a gente vive em um mundo que se fala muito em controle ambiental e protocolos, mas de fato no momento em que as empresas têm que investir em profissionais ela parte para soluções alternativas, e é isso que acaba gerando essa problematização”, falou.

O colaborador da FAJ aconselhou os alunos a não ficarem de braços cruzados e buscar aperfeiçoamento na área para após essa fase de crise estar apto a ocupar grandes cargos. “Agora quem estiver preparado para quando a economia aquecer vai ser o primeiro a ser chamado pelas empresas e promovido, mas quem estiver esperando a economia melhorar para começar a se profissionalizar, vai ter dificuldade muito maior, pois quando ele estiver se formando nos cursos de pós, mestrado, doutorado e afins, o país pode estar novamente nessa fase”, orientou.

O Dr. Flávio Pacetta, adiantou uma novidade aos presentes no anfiteatro, que no próximo mês a Faculdade de Jaguariúna irá inaugurar um Centro de Pesquisa Ambiental e Agropecuário. “É uma grande área de 250 mil metros quadrados que além de oferecer um amplo espaço para as aulas práticas de Medicina Veterinária, vamos ter uma parte voltada para o controle climático, ou seja, será um laboratório multidisciplinar”, contou.

Andrea Koga, é graduada e mestre em Geografia, doutora em Ciências, fez seu pós-doutorado no cepagri (Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura) e na Universidade de Denver no Colorado (EUA).

 

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful