Poema de aluno “O dilema da violência” surpreende professora

Poema de aluno “O dilema da violência” surpreende professora

Durante a disciplina de Violência, Saúde e Gênero, o aluno de Enfermagem do Centro Universitário de Jaguariúna – UniFAJ, Erick Máximo Mendes, deu vida ao poema “O dilema da violência”, que chamou atenção da docente que ministra a disciplina Daniella Yamada Baragatti. “O objetivo era que os alunos refletissem sobre a violência e como esta influência em diversos aspectos da vida e da atuação profissional. Não foi solicitado um poema. Porém o aluno, por iniciativa própria e com muita criatividade, realizou a reflexão em forma de poema”, conta a professora.

Priorizando o desenvolvimento humanístico dos alunos e o quanto isso reverbera na formação profissional e de vida, um dos principais objetivos da instituição, Daniella acredita que a reflexão sobre os problemas sociais atuais da sociedade, contribui para a atuação profissional do aluno assim que sair da faculdade. “A violência é um problema social e relacional da humanidade que causa impactos diretos na vida. O atendimento às pessoas em situação de violência será parte da atuação profissional desses futuros enfermeiros. Refletir sobre seus aspectos amplia a visão dos alunos sobre o assunto, resultando em atendimento mais humanizado e empático para que essas pessoas sejam acolhidas com respeito e dignidade pelos profissionais”, explica.

Confira abaixo o poema do graduando.

 

O dilema da violência

Autor: Erick Máximo Mendes

Dizem que a violência

É coisa de gente sem decência

Mas muitas vezes não é isso não

O simpático é só vítima da repetição

É mãe que xinga, é pai que bate. Ele aprendeu o quê?

Só reproduzir esse mal trate.

Existem mil formas de violência:

o grito, agressão, o danado do empurrão

E pasmem, quer você queira ou não

Até aquele olhar fulminante de discriminação

Não faça isso, não seja mais um sem noção

A ignorância, muitas vezes, é a protagonista

Desfere golpes sem perceber o quanto é egoísta.

O entendimento nesse século tão violento e truculento

é o homem olhar para dentro

Não dele, mas do outro

E descobrir a felicidade no dia a dia

Quando se vive com tamanho amor a empatia.

 

Poema elaborado durante a disciplina “Violência, Saúde e Gênero”, do curso de graduação em enfermagem.

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful