Espetáculo teatral ‘A Repartição’ é encenado pela Receita Federal através do NAF da UniFAJ

Espetáculo teatral ‘A Repartição’ é encenado pela Receita Federal através do NAF da UniFAJ

Realizado pela Delegacia da Receita Federal de Campinas, através do NAF – Núcleo de Apoio Contábil e Fiscal do curso de Ciências Contábeis da UniFAJ – Centro Universitário de Jaguariúna, o espetáculo teatral, ‘A Repartição’ integrou as atividades da 3ª Semana de Empreendedorismo, e foi encenado no dia 22 de maio, pela Companhia de Teatro ‘ZeroOito’, no Teatro Municipal Dona Zenaide de Jaguariúna. Anterior à apresentação da peça teatral, o Coral Cantarus formado pelos funcionários da Delegacia da Receita Federal de Campinas, apresentaram grandes clássicos da música nacional e internacional.

A peça ‘A Repartição’ é classificada como: comédia dramática e musical – tem texto, músicas e direção musical de Celso Viáfora, e se passa em uma repartição da Receita Federal do Brasil, onde três servidores constroem suas trajetórias.

Para o professor e coordenador do curso de Ciências Contábeis, e responsável pela vinda da peça para o evento da UniFAJ, Anderson Barros, o espetáculo carrega importantes mensagens aos expectadores que se fizeram presentes.

“Traz um cunho social, moral e ético muito forte, então é uma peça que agrega, não só para alunos, mas também para os empresários, para o público da cidade, e principalmente, para a gente, que hoje, no dia a dia vê tanta coisa errada acontecendo. Acho que é um assunto que a população tem necessidade, temos que bater em cima mesmo”, ressalta o professor Anderson Barros.

De acordo com Celso Viáfora, a peça é atuada por funcionários da Receita, que em seu currículo possuem experiências culturais, no teatro.

“Sou auditor da Receita, mas sou compositor, músico, parceiro do Ivan Lins, tenho nove discos, sou mais músico e escritor do que propriamente auditor. Dentro da Receita tínhamos pessoas com formação acadêmica em teatro. Encontramos este pessoal todo com talento, e uma administração disposta a topar esta quebra de paradigmas, até para uma questão de imagem da Receita, que apostaram em uma questão de educação fiscal. Não basta só cobrar, arrecadar, é preciso também ensinar ao povo cobrar dos seus governantes escolhidos por ele mesmo, para que façam um bom uso deste dinheiro”, descreve Celso Viáfora.

Ainda em entrevista, Celso salienta que este talvez seja o seu trabalho mais profissional, e que o convite para se apresentar em Jaguariúna foi de grande felicidade.

“Talvez seja o meu trabalho mais profissional, e o nosso trabalho mais sofisticado, mais trabalhado. Basicamente é um encontro, uma comédia musical em que contamos um pouco da nossa história, até porque dentro da Receita existem seres humanos que sofrem, choram e que muitas vezes são obrigados a serem rígidos. Quando surgiu o convite ficamos muito felizes, ainda mais pela oportunidade de fazer dentro de um teatro, com todos os recursos. É bom fazer do jeito que pensamos e criamos”, salienta e finaliza Celso.

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful