Especialista fala da nova lei de terceirização e mão de obra Temporária em palestra na UniFaj

Especialista fala da nova lei de terceirização e mão de obra Temporária em palestra na UniFaj

A reforma trabalhista foi aprovada pelo Senado Federal na última terça-feira (11/7) e trouxe inúmeras mudanças nas relações entre empresas e empregados. Com ela também vieram muitas dúvidas, resultando em debates e discussões. Uma dessas abordagens aconteceu no campus II da UniFaj – Centro Universitário de Jaguariúna um dia após a aprovação (quarta-feira, 12/7), na Palestra “Nova Lei de Terceirização e Mão de Obra Temporária”, apresentada pelo advogado, pós-graduado em Direito Processual Civil e Advocacia Empresarial Alexandre Tadeu Curbage.

Na abordagem, Curbage citou as principais modificações às relações trabalhistas, como o fato de “agora qualquer atividade poder ser terceirizada”, mas frisou: “Podemos terceirizar serviços, setores, departamentos, jamais pessoas.”

O especialista ainda mencionou a aspectos como responsabilidade das empresas, subordinação e vínculo trabalhista, acidente de trabalho, representação sindical, dentre tantos outros que fez questão de explicar.

“A mudança abre um novo leque de terceirização para os trabalhadores, que é como se fosse um novo nicho de mercado em que eles podem ter mais empresas à disposição oferecendo trabalho. Além disso, a lei trouxe disposições que regulamentam direitos dos trabalhadores que antes não eram regulamentados, como insalubridade, higiene no trabalho, alimentação, que agora a tomadora é obrigada a oferecer e, principalmente, a segurança do trabalho que também a tomadora é responsável. Para as empresas que antes queriam terceirizar a sua atividade, a atividade-fim ou atividade-meio, com a regulamentação elas deixam de ter risco e passam a poder focar exclusivamente no seu negócio podendo terceirizar áreas que não são foco do seu negócio. Então isso, evidentemente, traz ganhos financeiros”, pontuou Curbage.

De acordo com a professora Mylene Dias Rezende, psicóloga e coordenadora do curso de tecnologia em gestão de RH na modalidade EaD da UniFaj, as mudanças na lei reforçam ainda mais a importância do profissional se qualificar. “A formação no curso de RH é fundamental porque ela abre possibilidades de atuação, por adquirir competências na gestão de pessoas, de desenvolvimento de equipes. Agora com as modificações na lei o contratante não tem gestão de pessoas da empresa terceirizada contratada. Portanto, como você pode, do ponto de vista da gestão de pessoas, lidar com isso. Essa é uma das questões que a gente discute no curso. Além do que o curso de RH, como é de curta duração por ser de tecnologia, nos dois anos é bastante focado nestas questões. Os nossos alunos têm condições de sair com a técnica para aplicação no curto prazo, pois a vantagem desse curso é que ele dá uma resposta imediata”, comenta a docente.

Ainda na busca pelo enfrentamento do mercado com mais conhecimento, a coordenadora lembra que a UnFaj está oferecendo três cursos de extensão de curta duração (2 meses) vinculados ao RH e também em modalidade a distância. São os cursos de gestão de pessoas, coaching e criatividade e inovação.

O evento foi organizado pela Expert Consultoria em RH em conjunto com a UniFaj, Luma Alimentação Empresarial e Grhuja e Curbage Soluções Empresariais. “O saldo foi muito positivo. Convidamos mais de 100 empresas, e aproximadamente 70 pessoas compareceram. Foi a primeira vez que fizemos um evento em parceira”, disse a assessora comercial da Expert, Andréa Borges Geremias.

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful