Coordenadores do Grupo Polis Educacional participam de projeto da Angrad para melhora nos índices de desempenho

Coordenadores do Grupo Polis Educacional participam de projeto da Angrad para melhora nos índices de desempenho

Coordenadores dos mais de 40 cursos do Grupo Polis Educacional, que é composto pelo Centro Universitário de Jaguariúna (UniFAJ), Faculdade Max Planck, e Faculdade de Agronegócios de Holambra (FAAGROH), participaram, no dia 18 de junho, da primeira Oficina de Indicadores da Avaliação de Ensino Superior, que aconteceu na Faculdade Max Planck, em Indaiatuba.

A reunião foi organizada pela Angrad (Associação Nacional dos Cursos de Graduação em Administração) em decorrência do novo treinamento de Formação de Coordenadores de Curso, que será lançado para o mercado pela Angrad e que tende a atuar como Lato Sensu futuramente.

O primeiro módulo trabalhado do curso foi sobre a Regulação do Ensino Superior.  Segundo o vice-presidente da Angrad, professor José Carlos Pacheco Coimbra, que também é pró-reitor Acadêmico das instituições do Grupo Polis Educacional, um dos tópicos abordados dentro dessa disciplina foi relacionado ao Enade, CPC (Conceito Preliminar de Curso) e ao IGC (Índice Geral dos Cursos) e como o uso estratégico desses indicadores auxilia os coordenadores, oferecendo uma alta performance do curso.

O grupo Polis Educacional foi o selecionado para conhecer a aula piloto do novo módulo, intitulado Regulação do Ensino Superior. O evento contou com a presença dos coordenadores de todos os cursos da UniFAJ, Max Planck e FAAGROH, além de representantes da Angrad, como o seu presidente do conselho construtivo, Rui Otávio Bernardes de Andrade, o vice-presidente José Carlos Pacheco Coimbra e o professor Alexandre Nicolini, consultor do segmento educacional.

A oportunidade possibilita ao corpo docente um conhecimento mais amplo em relação a esses indicadores do Enade. “Quanto melhor o coordenador conhecer o indicador, mais ele consegue avaliar o seu curso frente ao universo nacional da disciplina dele”, aponta o professor Coimbra. “Esse conhecimento auxilia o docente a perceber quais pontos são necessários para melhorar o curso e assim avançar nesses indicadores de desempenho”, prossegue.

O feedback dos professores que participaram desse piloto do curso foi muito positivo, conforme relata o docente Edevaldo Antonio Vosgrau Junior, do curso de Logística da Faculdade Max Planck. “É de grande valia esses momentos em que paramos um pouco para refletirmos como gestores do curso e não apenas como coordenadores. Já estou estruturando algumas ações a partir dos questionamentos feitos”, diz.

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful