Alunos do terceiro semestre de Pedagogia realizam pesquisa de opinião no Campus II

Alunos do terceiro semestre de Pedagogia realizam pesquisa de opinião no Campus II

Os alunos do terceiro semestre do curso de Pedagogia fizeram uma reflexão nas aulas da Professora Regina Maringoni, na disciplina de Inclusão, Educação e Diversidade, que transcendeu a sala de aula, na última sexta-feira, 20, e foi buscar com a comunidade acadêmica presente no Campus II subsídios para discussão em classe.

Após uma reflexão e instrução em sala de aula, e munidos de prancheta no melhor estilo entrevistadores, os alunos saíram pelo Campus mostrando aos que abordavam uma foto de uma placa publicitária, na qual descrevia uma campanha promovida pela Prefeitura de Curitiba, para chamar a atenção para os Direitos das pessoas com deficiência, que dividiu opiniões. Tratou-se de um polêmico outdoor instalado em uma via movimentada, cujo objetivo era trazer palavras que atacava os direitos dos deficientes, criada justamente para chocar e criar polêmica e reflexões. A ação foi pensada e desenvolvida pelo Conselho da Pessoa com Deficiência de Curitiba. A placa publicitária traz a mensagem: “Pelo fim dos privilégios para deficientes”, e identifica os autores como Movimento pela Reforma dos Direitos.

A campanha, que durou um único dia, mostrou no dia seguinte seu real objetivo: dar visibilidade e trazer um questionamento sobre o comportamento das pessoas que não possuíam deficiência física frente aos direitos das pessoas com deficiência. Para tanto, propôs uma segunda etapa, cujas palavras foram então: “Não é privilégio, é Direito” e usou o símbolo #SomosMuitosTemosNossosDireitos.

“O intuito foi que, das reações expressas nas redes sociais, que cada um que se revoltou on-line, seja uma voz real e ativa para assegurar os direitos das pessoas com deficiência previstos em lei e nem sempre respeitados”, descreve a coordenadora do curso de Pedagogia da UniFAJ, professora Dra. Regina Maringoni.

Após coletar a manifestação dos entrevistados pelo Campus, a turma de alunos percebeu a importância da conscientização e o papel do educador como um agente de mudança e Inclusão.

“Tanto que por decisão e proposta da própria turma, uma campanha de promoção do direito dos deficientes será criada e por eles divulgada para a comunidade escolar em breve, resultado das reflexões, debates e estudos em sala de aula”, pontua a coordenadora.

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful